quinta-feira, 5 de dezembro de 2019

MARINHA DESMENTE PRESIDENTE, E DIZ NÃO TER PROVAS DA ORIGEM DE ÓLEO

Óleo no litoral: após 3 meses, Marinha diz não ter provas sobre responsável por derramamento

Comandante de operações navais da Marinha, Leonardo Pontel, afirmou que três inquéritos estão em curso, incluindo a investigação da Polícia Federal, mas afirmou que ainda não há um diagnóstico. "No momento nós temos indícios.

Não temos ainda provas", disse. Já o diretor de políticas e ações integradas do Ministério do Turismo disse que o governo ainda não sabe os impactos nas manchas de óleo no número de turistas do nordeste. Mesmo sem os dados oficiais, Luciano Puchalski afirmou que prejuízo parece não ter sido tão grande assim.

"Todos os esforços estão sendo feitos. No momento, nós temos indícios apenas, não temos ainda provas", afirmou Puntel, durante audiência pública na Comissão Temporária Externa do Senado que acompanha as ações de enfrentamento às manchas de óleo (CTEOLEO).

Após três meses desde que as primeiras manchas de óleo chegaram no litoral do Nordeste, mais de 800 pontos já foram atingidos, segundo o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Nenhum comentário:

Postar um comentário