segunda-feira, 2 de dezembro de 2019

Novo Presidente da Biblioteca Nacional "O povo é analfabeto por ouvir Caetano e Legião Urbana"

Presidente da Biblioteca Nacional responsabiliza Caetano e Legião Urbana pelo analfabetismo


Do O tempo:

Não é simples descobrir o que Rafael Nogueira, escolhido nesta segunda-feira (2) pelo governo de Jair Bolsonaro como novo presidente da Biblioteca Nacional, pensa sobre o universo do livro e da literatura.

Nos vídeos do seu canal no YouTube e em suas redes sociais, Nogueira fala sobre José Bonifácio, a saída do presidente do PSL, supostas fraudes nas urnas eletrônicas e passa adiante as palavras de Olavo de Carvalho, de quem o autointitulado “aspirante a filósofo” se diz aluno.

À frente agora de uma das principais instituições culturais do Brasil, com acervo de livros que remonta à chegada da família real ao Brasil, em 1808, Nogueira pouco fala sobre livros e literatura. Ao buscar esses termos em seu perfil no Twitter, que conta com 40 mil seguidores, os resultados são poucos.

Um deles é uma mensagem de 2011: “Cadê nossa literatura? Quem é o herdeiro atual de Machado de Assis? Cadê a nossa filosofia? Espero que o legado de Olavo de Carvalho resolva…”

5 comentários: