quinta-feira, 9 de janeiro de 2020

EDUARDO COSTA É INDICIADO POR ESTELIONATO MILIONÁRIO

Eduardo Costa é indiciado por estelionato

O Ministério Público Federal (MPF) indiciou o músico por estelionato. O crime aconteceu na troca de uma casa no sul de Minas Gerais, por um apartamento no bairro nobre de Belo Horizonte.

O artista negociou uma casa no balneário de Escarpas do Lago, em Capitólio, a 313 km de Belo Horizonte, em troca de outro imóvel na região da Pampulha, na capital mineira.

O cantor, no entanto, não avisou que a casa em Capitólio era alvo de uma ação do Ministério Público Federal (MPF). O órgão pedia a demolição parcial do imóvel porque o terreno está localizado em uma APP (Área de Preservação Ambiental) permanente. Na prática, a casa valia menos do que o acordado e os compradores levaram prejuízo.


Em 11 de novembro de 2019 o indiciamento foi feito, dois anos após a abertura do inquérito. Segundo o delegado responsável pelas investigações, o cantor induziu as vítimas a erro já que teria omitido “de forma deliberada” a informação de que o imóvel era objeto de ações.


Por falar no cantor, ele está envolvido em outra confusão, desta vez com a sua ex-noiva, a modelo Victória Villarim. É que o seu irmão foi acusado de fazer ameaças à ela. Em uma carta aberta, a morena falou sobre o assunto:

“Em relação à ameaça citada nas postagens, isso procede sim. Recebi um áudio via WhatsApp do irmão de Eduardo, Weliton Costa, ameaçando matar todas as pessoas que estiverem ao meu lado! Não fomos a mídia pois não queríamos expor nossas vidas, mas já que está em pauta esse assunto e o Eduardo negou, temos que nos DEFENDER e nos PROTEGER”. Veja na íntegra!



Um comentário:

  1. Onde está associados a figura do Presidente Bolssonaro com a frase indicado por estelionato... Vocês são bandidos isso Sim....

    ResponderExcluir