quinta-feira, 14 de maio de 2020

Fraude dos Respiradores envolve filho de bispo Rodovalho, amigo de Bolsonaro

Samuel Rodovalho, é filho do bispo Rodovalho, amigo de Bolsonaro, e está sendo  investigado por fraude na compra de respiradores

Samuel de Brito Rodovalho é representante da empresa CIMA Industries Inc. Medical Division, do Panamá ,fornecedora dos respiradores.
Na postagem a baixo, bispo Rodovalho faz propaganda de um dos remédios vendidos pela empresa do filho investigado, dizendo que tal produto combate o coronavírus .

"Pessoal, é importante continuar os cuidados de prevenção ao combate do Coronavírus, COVID-19, e a @blevenoficial está contribuindo com esse cuidado fazendo uma promoção do produto Bimune, que vai te ajudar a manter o corpo com a imunidade alta. Produto de excelência para vocês. Além de fazer a prevenção de higiene é importante cuidar da sua imunidade. #cuidado #imunidadebaixa #coronavirus , escreve o bispo


 De acordo com os investigadores da força-tarefa batizada de Operação Oxigênio, Samuel fez a intermediação do contato de representantes do governo catarinense com o dono de uma importadora. 

Ele teria sugerido que o empresário apresentasse proposta para a aquisição dos aparelhos.
Além disso, teria informado que a empresa contratada precisaria pagar R$ 3 milhões a título de “comissão”.
Samuel é um dos investigados de integrar uma organização criminosa que visava a obter vantagens em contratos emergenciais, com dispensa de licitação, para aquisição de equipamentos necessários no combate ao novo coronavírus nos hospitais estaduais.

Ao todo, o governo comprou mil respiradores de três empresas diferentes. A ARC Fontoura vendeu 400 aparelhos, mas só entregou 52. Os ventiladores mecânicos, no entanto, não são recomendados para o tratamento da Covid-19. O custo total da compra foi de R$183,5 milhões. O governo já havia pago parte deste valor, mas vai tentar reaver o dinheiro na Justiça.


Nenhum comentário:

Postar um comentário