sexta-feira, 31 de julho de 2020

VÍDEO - HOMEM É PRESO APÓS ABUSAR DE 60 VÍTIMAS


Syllas Sousa Silva, 31 anos, preso na semana passada no Maranhão e levado posteriormente ao DF, onde cometeu os crimes, era apoiador do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido-RJ), com várias postagens em seu perfil defendendo o presidente.

Ele chegou a se filiar, em 5 de outubro de 2011, ao antigo Partido Social Democrata Cristão (PSDC), atual Democracia Cristã (DC), na cidade de Matões (MA). Envolvido com a política local, o criminiso também costumava marcar os prefeitos que governaram seu município em diversas publicações.

A preferência do religioso era por vítimas entre 11 e 14 anos. Para conseguir a confiança das vítimas, o homem se passava por uma menina jovem e estimulava os adolescentes a se relacionarem virtualmente com ele.